APLARTE

Lote - O Gama (1811)

  • Leilão a Decorrer

Leilão Termina Em:

Última Licitação:


EUR

Lance (EUR - €)
Oferta Máxima
Licitar

O seu lance tem de ser pelo menos de Euros.
Saiba Como licitar?

O sistema licita por si.
Introduza o Valor Máximo que pretende dar pelo lote. Saiba mais.

EUR Submeter

A sua licitação tem de ser pelo menos de Euros.

Leilão: 2598 | Lote: 73437 | Licitações: 0

LIVROS

O Gama (1811)

José Agostinho de Macedo, O Gama Poema narrativo, Lisboa, Impressão Régia, 1811,

266 paganais, encadernação moderna. José Agostinho de Macedo considerava Camões

um poeta menor, um plagiador desprovido de imaginação e «Os Lusíadas» uma obra

feita de incoerências e indigna de cantar o maior feitos dos portugueses – a viagem à

Índia. Por isso, modestamente, propôs-se escrever a obra que faltava para imortalizar Vasco da gama.

Esta que aqui apresentamos.

Muito invulgar.

Adicionar a Favoritos