APLARTE

Lote - Custódio Miguel de Borja

  • Leilão a Decorrer

Leilão Termina Em:

Última Licitação:


EUR

Lance (EUR - €)
Oferta Máxima
Licitar

O seu lance tem de ser pelo menos de Euros.
Saiba Como licitar?

O sistema licita por si.
Introduza o Valor Máximo que pretende dar pelo lote. Saiba mais.

EUR Submeter

A sua licitação tem de ser pelo menos de Euros.

Leilão: 2294 | Lote: 62545 | Licitações: 2

LIVROS, MANUSCRITOS E FOTOGRAFIAS

3 cartas patentes e uma fotografia

Custódio Miguel de Borja

3 cartas patentes e uma fotografia

Conjunto formado por 3 cartas patentes em pergaminho:

- Nomeação para secretario- geral do governo de São Tomé e Príncipe, assinada

por Dom Luís e datada de 1877.

- Nomeação para Governador de Macau e Timor, assinada por Dom Carlos e

datada de 1891. Com selo em excelente estado de conservação.

- Nomeação para Governador de Angola. Assinada por Dom Carlos e datada de

1904. Juntamos ainda um retrato de Dom Carlos, dedicada ao visado pelo punho

do Rei. Datada de 1897. 33x 18,5 cm. Custódio Miguel de Borja (Seixal, Seixal, 25

de dezembro de 1849 — ?, 21 de novembro de 1911) foi um militar e

administrador colonial português. Foi capitão-tenente da armada real portuguesa

e depois Governador de São Tomé e Príncipe de 28 de Dezembro de 1879 a 3 de

Janeiro de 1880 e novamente 49.º Governador de São Tomé e Príncipe de 24 de

Maio de 1884 a 25 de Agosto de 1886. Exerceu o cargo de Governador de Macau,

de 16 de Outubro de 1890 a 24 de Março de 1894. Nesta época, passou a ser

encarregado de negócios (outubro de 1890) e Ministro plenipotenciário de

Portugal na China (Abril de 1891), Japão e Tailândia (Julho de 1891). Exerceu o

cargo de 34.º Governador-Geral da Província de Angola, de 17 de Março a

Dezembro de 1904, tendo sido antecedido pelo 1.º mandato de Eduardo Augusto

Ferreira da Costa e sucedido pelo 2.º mandato de António Duarte Ramada Curto.

[1][2][3] De 1903 a 1904 foi o 3.º e último Soberano Grande Comendador do

Supremo Conselho afecto ao Grande Oriente de Portugal e o 3.º e último

Grão-Mestre do Grande Oriente de Portugal, antes de estes se reunirem ao

Grande Oriente Lusitano.

Adicionar a Favoritos