APLARTE

Lote - José da Cunha Brochado. Importante manuscrito. 1725.

  • Leilão a Decorrer

Leilão Termina Em:

Última Licitação:


EUR

Lance (EUR - €)
Oferta Máxima
Licitar

O seu lance tem de ser pelo menos de Euros.
Saiba Como licitar?

O sistema licita por si.
Introduza o Valor Máximo que pretende dar pelo lote. Saiba mais.

EUR Submeter

A sua licitação tem de ser pelo menos de Euros.

Leilão: 2294 | Lote: 62547 | Licitações: 9

LIVROS, MANUSCRITOS E FOTOGRAFIAS

José da Cunha Brochado. Importante manuscrito. 1725.

Livro manuscrito

Cartas e negociaçens de José da Cunha Brochado na sua última missão na Corte de

espanha em qualidade de plenipotenciário del Rey D. João V. 117 folhas manuscritas.

Encadernação em pela da época. Algum trabalho de traça.

José da Cunha Brochado (Cascais, 1651 — 1733) foi um fidalgo da Casa Real, cavaleiro

da Ordem de Cristo, magistrado em Lisboa, que ascendeu aos lugares de chanceler das

ordens militares, censor e diretor da Academia Real da História Portuguesa.

Em Maio de 1725, D. João V nomeou José da Cunha Brochado para dirigir as negociações

em Madrid, apesar da sua avançada idade, visto que o representante em Madrid,

António Guedes Pereira, não teria experiência suficiente para tarefa tão complexa.

Recebeu instruções de Lisboa para estabelecer a liga ofensiva, dela excluindo a

Inglaterra, manter a Colónia do Sacramento e definir os limites do Brasil. Uma tarefa

impossível. Brochado chegou mesmo a alvitrar que se oferecesse a Colónia do

Sacramento como dote da Infanta Portuguesa, mas em Lisboa tal ideia era uma heresia.

Os Tratados foram assinados a 7 de Outubro de 1725 e ratificados pelos dois Países no

mesmo mês (em Portugal a 13 e em Espanha a 14). Cansado e alquebrado pela

idade, Brochado regressou a Lisboa nos finais de Janeiro de 1726. Peça de grande

importância histórica.

Adicionar a Favoritos